Escolhemos quinze mais uma para ajudar os nossos leitores a aproveitar ao máximo a experiência de conhecer o mundo.

A Skyscanner (skyscanner.pt) é um dos motores de busca de viagens mais conceituados do mercado. Entre voos, hotéis e aluguer de viaturas, os mais de 200 funcionários (oriundos de 35 países) da empresa procuram garantir as soluções mais eficazes para os seus clientes. E foi justamente a quem trabalha na Skyscanner que foram pedidas as melhores dicas – mais e menos sérias – para viajar à volta do planeta. Das 50 selecionadas, escolhemos quinze mais uma para ajudar os nossos leitores a aproveitar ao máximo a experiência de conhecer o mundo.

Leve um baralho de cartas
Ajuda a passar o tempo e a fazer amigos, exceto para os viciados em paciência/solitaire.

Olhe sempre para trás
Ao abandonar o táxi, o bar ou restaurante deite sempre uma olhada para trás a ver se não ficou lá nada importante. Mal não faz.

Leve um cinco para o dinheiro e carteira
No cinto guarde as notas de valor mais elevado. Na carteira, os trocos para pagar uma cerveja, o tuk-tuk ou uma refeição rápida.

Seja leal à sua comapanhia aérea.
Se possuir cartão de passageiro frequente, a possibilidade de conseguir um upgrade para a classe executiva ou uma vaga num voo de última é sempre mais elevada.

Matenha a boca fechada no duche
Se viajar para um país onde a água da torneira pode ser um problema, atenção aos banhos e à lavagem dos dentes. Neste último caso, a água engarrafada é a melhor opção.

Viaje sempre com um capuz.
Ou melhor, com uma peça de roupa que tenha capuz. Seja no autocarro, no comboio, no barco ou no avião, esse acrescento de tecido vai ser muito útil para cortar a luz, diminuir o ruído, afastar tagarelas e dormir em paz.

A bordo, escolha o menu vegetariano.
Já reparou que quem pede esse prato é sempre servido primeiro? Além disso,evitam-se produtos mais pesados e gordurosos ao mesmo tempo que se opta por uma refeição de maior qualidade, já que é confecionada em menor número.

Faça a pré-reserva de um lugar no lounge do aeroporto.
Tem uma série de horas de espera entre voos e não é detentor de um cartão que lhe permita o acesso gratuito ao Lounge? Faça uma pré-reserva, pague a quantia e usufrua de toda a comodidade, bem como de alimentação, bebidas, revistas, jornais ou internet. E à saída ainda poderá trazer água e uns snacks para o caminho.

Cuidado com o que diz, há sempre alguém que o pode perceber na língua materna.
Lá por alguém ser asiático, não quer dizer que não entenda aquilo que você está a dizer. E quando se pensa que mais ninguém entende o que diz há sempre o risco de meter a pata na poça.

Escolha bem o seu parceiro de assento.
Os homens têm tendência a levantar-se menos vezes para ir à casa de banho, logo são melhores companheiros para ir à janela. Importa também tentar ficar o mais longe possível de casais com crianças, grupos de amigos em férias ou equipas desportivas. Isto se estiver a pensar descansar durante a viagem.

Nunca troque dinheiro no hotel.
A menos que sejam quatro da manhã e tem o táxi para pagar, é a última hipótese para conseguir divisas internacionais. Procure nas principais ruas por casas de câmbio ou por máquinas ATM. A taxa é quase sempre melhor para o cliente.

Nunca escolha uma fila de segurança com crianças.
O controlo leva mais tempo, há sempre mais sacos e mochilas para vasculhar. O ideal é procurar a fila onde estejam mais homens e mulheres de negócios. Normalmente têm menos tempo a perder e estão mais habituados aos procedimentos.

Leve sempre uma kanga, páreo ou sarong.
É leve, não ocupa espaço e tanto pode servir de toalha de praia, peça de roupa, toalha de mesa, lençol, corta-vento, cachecol, corda ou ligadura, em caso de emergência.

Nunca use chinelos num voo.
No caso improvável de uma emergência, é melhor estar equipado com bom calçado que proteja o passageiro do piso a escaldar ou de objetos afiados. Além de que será mais fácil para fugir a sete pés.

Bife tártaro não é carne com molho tártaro.
Há quem só aprenda a lição da pior forma. Com exceção de quem aprecia carne crua. Informe-se sempre e previamente sobre o que está a pedir ao empregado.

+1
Se tiver gases a bordo…
A flatulência pode ser um problema durante as longas viagens. Se tal acontecer, disfarce. Finja que está a dormir. O mal-estar – dos outros – é temporário.