Na Baixa portuense é possível pedir um café coado de forma artesanal e um bagel e ao mesmo tempo a música é servida à mesa. Tudo envolvido num espaço com muita madeira e simpatia.

Colecionar discos de vinil é, para Filipe Ribeiro, quase uma obsessão. Ao longo dos anos foi criando uma fonoteca à qual deu agora usufruto público, tornando-a alma de um café original que abriu na Baixa do Porto. A inspiração para o Bop Café e Bar chegou-lhe pela internet, onde descobriu um bar japonês de vinis, o JBS Jazz Bar, em Tóquio. Foi nele que se baseou para criar o seu Bop, que abriu portas há um mês. A sensação de conforto é instantânea no espaço com pouco mais de meia dúzia de mesas, bancos altos ao balcão e um sofá, e forrado de madeira de um lado ao outro.

Na parede atrás do balcão encontra-se arrumada a coleção de discos de Filipe. Vasta e eclética (com cerca de quatro mil referências), inclui desde os clássicos dos Beatles até música africana, passando pelo folk americano, jazz, blues, rock e algumas pérolas da música portuguesa, entre eles o álbum 10.000 Anos depois entre Vénus e Marte, de José Cid. Esses discos não estão lá apenas para serem vistos – ao mesmo tempo que pedem um café ou um copo de vinho ou uma das muitas cervejas estrangeiras, os clientes do Bop podem pedir também que se ponha a tocar um dos vinis da coleção no gira-discos ao lado do balão. E aqueles que se sentarem numa das três mesas encostadas à parede têm até ao seu dispor um gira-discos e auscultadores para ouvirem o que escolherem do catálogo (que pode ser consultado online), com o vinil a chegar ao mesmo tempo que o pedido.

Outra das coisas novas que o espaço traz à Baixa é a diversidade de formas de servir café. Destaque-se o café pour-over, que consiste em misturar de forma artesanal, com material específico para o efeito, a água e o pó. Há também café de máquina (filtro) e expresso. Para comer, há menus de pequeno-almoço, com bagels, cereais, iogurte e sumos naturais.

Para o final da tarde, escolha-se um copo de vinho para acompanhar uma tábua de queijos ou uma das sanduíches (algumas veganas) disponíveis. Entre as várias cervejas, à pressão serve-se Erdinger e Guinness, e uma cerveja com o nome da casa.


Bop Café
Rua da Firmeza, 575 (Baixa)
Tel.: 222001732
Web: bop.pt
Das 09h30 às 01h00; sexta e sábado, até às 02h00; sábado e domingo, a partir das 10h30. Não encerra.

Texto de Luísa Marinho - Fotografias de Pedro Granadeiro/Global Imagens