A madeira usada nas casas japonesas serviu de ponto de partida para o espaço pensado por Mariana Gil e André Cardoso. E revestiu não só as paredes mas também o nome e até as pequenas caixas de madeira, que acomodam o sushi e as saladas do Wood, o restaurante self-service que se fixou numa das avenidas principais do Parque das Nações. Aqui o tradicional é celebrado, e é por isso que o jovem sushiman Gabriel Garasau dispensa recheios como queijo Philadelphia e fritos.

A aposta recai no sushi tradicional e nas saladas que se comem diariamente nas casas japonesas. Sem esquecer os típicos chás (dois quentes e frios) que acompanham as refeições e as sobremesas: mousse de tangerina, o kasutera (ou castella), parente nipónico do pão-de-ló e que foi mesmo levado até lá pelos portugueses, e pérolas de sagu com manga.

Já a dinâmica passa por o cliente escolher e ir buscar a sua própria refeição ao balcão, onde caixas de sushi vêm em três variedades e dois tamanhos (pequeno ou grande) e estão sempre a ser repostas na vitrina, minutos após serem preparadas pela equipa de sushimen. Uma ideia que encantou Mariana e André em viagens a cidades como Londres e Paris – e que já está funcionar em Lisboa desde o início do mês.

Wood
Avenida D. João II, 39 A , Lisboa (Parque das Nações)
Tel.: 211955520
Web: woodsushi.pt
Preço médio: 12,50 euros
Das 12h00 às 21h00. Encerra ao domingo.

Texto de Marlene Rendeiro - Fotografias Direitos Reservados