É muito comum acontecer nem todas as pessoas aparecerem para apanhar o avião. E, para evitar que existam lugares vazios em voos que deveriam estar preenchidos, as companhias aéreas preferem sobrelotar o avião. O problema está em quando não existem, na verdade, lugares vazios, já que todos os passageiros compareceram.

O que é que acontece? As pessoas são chamadas a trocar de voo, pedindo de forma voluntária para o fazer. O motor de busca momondo dá-lhe algumas dicas. Saiba o que deve ter em conta antes de decidir se deve ou não trocar de voo:

– Geralmente, a indemnização atribuída pela troca involuntária de voo é melhor do que aquela que é paga pela troca voluntária (ainda que esta inclua outro voo o mais rápido possível, incluindo transporte caso seja noutro aeroporto, ou mesmo um reembolso total). Poderá sempre pedir indemnização extra caso não fique satisfeito.

– Pergunte o que acontecerá caso não consiga apanhar o voo que lhe está a ser proposto;

– Confirme se o seu alojamento e outras despesas, como hotéis e refeições, estão assegurados caso tenha que apanhar um novo voo no dia seguinte;

– Confirme quando lhe será paga a indemnização e quais os documentos de que virá a precisar para a reclamar, não se esqueça ainda de verificar se existem limites à compensação garantida.


Veja também: Voo atrasado ou cancelado? Saiba ao que tem direito

 

Redação - Fotografias Direitos Reservados