Hambúrgueres e pizas não são novidade para os responsáveis do Bunker, que já testaram o negócio com casas como o Popolo e a Capricciosa. Mas na nova hamburgueria de Lisboa prometem ter apenas carne dos Açores e uma cozinha «à séria».

«No bullshit kitchen.» Mais do que um mantra, o Bunker, a mais recente hamburgueria de Lisboa, na Doca de Santo Amaro, faz disto um aviso para tentar demarcar- se desde logo da concorrência – que é mais do que muita. Em tradução livre, por «cozinha sem tretas» poderemos entender que os responsáveis do espaço de dois andares, cuja decoração nos remete para uma iconoplastia alusiva à II Guerra Mundial (vide o jipe Willys, as pinups e os graffiti), voltam a apostar nos hambúrgueres – testados em casas como o Popolo – sem repetir necessariamente a fórmula.

Tratando-se de carne picada, de boas intenções e da palavra premium dizem-se as hamburguerias da cidade cheias, mas no Bunker, de portas abertas desde abril, garantem que só utilizam carne de vaca açoriana e que desenvolveram algumas receitas capazes de surpreender quem pensa já tudo ter visto e comido nesta matéria. Para começar, o cartão-de-visita são os populares Inside-Out, nossos conhecidos, que, a fazer jus ao nome, trazem os acompanhamentos embutidos na carne, procurando assim misturar sensações e fazer explodir na boca os vários sabores.

Desta vez, são três as versões disponíveis: o Big Boss (com o crocante do bacon e a untuosidade do queijo cheddar a fazer sobressair a carne), o Buona Bambina (em que a carne de vitela é realçada com queijo provola e pancetta) e o Bunk Buster (com ventriccina e mozzarella infundidas na carne). Seguem-se outras cabeças de cartaz, como o Bunker Beer, à base de lombo de vitela com queijo, cebola, ovo, tomate, alface e um shot de cerveja, ou o Brigite Bardot, com molho de cogumelos e queijo derretido.

Mas a oferta não ficaria completa sem pelo menos um peso-pesado na carta: não é para todos, mas quem não se intimidar com 400 gramas de carne pode sempre optar pelo Burger BBB, que leva ainda cebola caramelizada, cheddar, bacon crocante e alface. A encerrar, e porque a carne é fraca (no sentido bíblico, entenda- se; não falamos da qualidade), no Bunker há toda uma secção de doces para não deixar amargos de boca.

Bunker
Armazém 7, Doca de Santo Amaro (Alcântara)
Tel.: 212841458
Facebook: Bunker Alcântara.
Das 12h30 às 00h00. Não encerra
Preço médio: 10 euros

Texto de João Miguel Simões - Fotografias Direitos Reservados