É um segredo na Europa e um grande destino de viagem

Texto de João Ferreira Oliveira - Fotografias ShutterStock 02 Jun 2016

Da Eslovénia quase nunca se fala como um grande destino de viagem. Ainda bem. É um daqueles segredos mal guardados que é preciso divulgar com moderação. Um país pequeno, limpo, verde, organizado, belo, localizado entre os Alpes Julianos e o mar Adriático – da areia à neve vão apenas duas horas de carro de distância – que tem na sua capital, Liubliana, uma espécie de resumo perfeito de todas as qualidades e virtudes desta nação da ex-Jugoslávia. Fica exatamente a meio do território.

Com menos de 300 mil habitantes, parece uma cidade saída de um conto de fadas, não só pelo seu omnipresente castelo medieval, mas pela beleza e simplicidade da arquitetura, as cores dos edifícios, as flores, o sentimento de aconchego e as dezenas de pontes sobre o rio Liublianica.

Uma urbe com uma alma rural que em 2016 vê a sua essência coroada internacionalmente, ostentando o título de Capital Verde da Europa. Um prémio por tudo aquilo que tem feito em áreas como a poluição sonora, gestão de resíduos, gestão da água ou consumo de energia, mas também por aquilo que promete fazer nos próximos anos.

A cidade teve um papel importante em termos históricos, já que se encontra a meio caminho da rota comercial entre o mar Adriático e o rio Danúbio.

Até 2050 os responsáveis pretendem reduzir as emissões até 80 por cento em relação a 2008, já que os carros vão “desaparecer” do centro histórico. Para que ninguém fique apeado espalharam bicicletas (de aluguer) um pouco por toda a cidade. Pode, contudo, uma cidade tão saudável transformar-se num destino sem vida? De forma alguma. Não faltam galerias e museus, gente jovem e uma vida noturna com muitos encantos.

Leia aqui a nossa reportagem completa sobre o destino

Curiosidade
É um país para amantes de vinho. Estima-se que exista uma empresa de produção de vinho para cada 70 pessoas.

A não perder

Parque Tivoli: o maior parque público da capital. Estende-se por quatro bairros e desde 1984 é paisagem protegida. Os observadores de aves vão gostar da visita.
Castelo de Liubliana: complexo arquitetónico acima da Baixa de Liubliana. Esta fortaleza medieval data do século xi e no século XIX foi estabelecimento prisional. No século passado tornou-se um dos locais mais visitados do país.
Ponte Tripla (Tromostovje): Bem no centro da cidade, sobre o rio Liublianica, junta as duas margens da área histórica. Nas muralhas existem cafés e bares para aproveitar a animada oferta noturna da capital da Eslovénia.

Ljubljana Jazz Festival: Acontece de 30 de junho a 2 de julho e junta alguns dos grandes nomes do jazz americano, europeu e asiático. Decorre no teatro Krizanke.
ljubljanajazz.si

Info

Moeda: Euro
Fuso horário: GMT +1hora
Idioma: Esloveno
Quando ir: Primera/verão (visitliublinana.com)

Ficar:

Vander Urbani Resort
No centro histórico, ocupando quatro casas antigas na colina sob o castelo, à beira do rio que atravessa a cidade. Design contemporâneo com fachada histórica.

Krojaska, 6-8
Tel.: +386 12009000
Quarto duplo a partir de 119 euros por noite com pequeno-almoço
vanderhotel.com

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.