Está em Vilamoura o Radiant, considerado o 7.º iate mais caro do mundo e avaliado em 258 milhões de euros. É um autêntico navio, com 365 pés, o equivalente a 110 metros de comprimento, com 19 de largura máxima. O navio tem heliporto, armas sónicas e jatos de água capazes de afundar qualquer embarcação que se aproxime.

Pertenceu a Boris Berezovsky, o governador russo encontrado morto em 2013, que antes o vendeu ao atual proprietário: Abdulla Al Futtaim. O multi-milionário está identificado como o 4.º mais rico dos Emirados Árabes Unidos, na posição número 549 no ranking dos mais ricos do mundo e a sua fortuna está avaliada em mais de 2,8 mil milhões de euros, segundo a revista Forbes.

O iate Radiant está fundeado em frente às praias de Vilamoura e, segundo o registo de navegação do Marine Traffic, veio de Marbelha, depois de ter estado em Ibiza. A riqueza do proprietário, segundo a Forbes, deve-se aos seus negócios de distribuição das marcas de automóveis Toyota e Honda nos Emirados Árabes Unidos, assim como franchisings do Ikea, Toys ‘R’ Us, entre outros negócios.

Por Nuno Mota Gomes - Fotografias Direitos Reservados