Não é um destino de sonho para muita gente (mas não sabe o que perde)

Fazer caminhadas no vale do Jordão, ficar alojado com uma família palestiniana ou dormir numa tenda beduína está londe de ser uma viagem impossível. Ou uma aventura de alto risco. Há vida na Palestina para além do conflito com Israel.

Não é um destino de sonho para muita gente (mas não sabe o que perde)
Redação - Fotografias Direitos Reservados 25 Sep 2016

Não é um destino de sonho, daqueles que fazem as capas das revistas – algumas pessoas poderão inclusive pensar que será algo extemporâneo sugerir que se viaje para uma zona tantas vezes noticiada por causa do conflito no Médio Oriente.

A verdade é que o Estado palestiano tem vindo a apostar cada vez mais no turismo na Cisjordânia. Na Faixa de Gaza, aí sim, zona onde os conflitos com Israel são permanentes, o turismo é desaconselhado. A capital, Ramallah, 15 quilómetros a norte de Jerusalém, Jerico ou Hebron, têm cada mais vez mais hotéis e guest houses de qualidade média garantida. Mas não é (só) nas cidades que estão os maiores tesouros do país, de tal forma que foram recentemente criados alguns trilhos pedestres, como por exemplo entre a pequena aldeia de Rummana, em Jenin (a terceira maior cidade do país) e a vila de Al-Burj, no vale do Jordão. Trilhos que cortam a direito por paisagens recheadas de pedra e oliveira, duas das imagens de marca da região, percursos que podem ser feitos com ajuda de operadores e organizações locais, como a Masar Ibrahim al Khalil ou a Sahari Desert Eco Tourism. Uma aventura à descoberta das raízes, tradições gastronómicas
locais, com possibilidade de dormir numa tenda beduína.
>> facebook.com/AlmdarbAldwyhFyAlqds
>> masaribrahim.ps/en

Como chegar?
O ideal é voar para Telavive. Não é preciso vistos, nem nenhuma autorização especial para entrar, apenas ter alguma paciência nos check points.

A Cisjordânia é um território com 5640 km2, 40 km de comprimento e 20 de largura, delimitada pelo rio Jordão, mar Morto e pelas fronteiras israelitas de 1949.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.