É por aqui que tem de passar se fizer um Interrail (pode vir a ser grátis)

Criado em 1972, o InterRail continua a mobilizar milhares de jovens por toda a Europa. Em cima da mesa está uma proposta para oferecer um passe a todos os jovens cidadãos da União Europeia.

Por NMG - Fotografias Direitos Reservados 03 Oct 2016

Um Interrail é um sonho de praticamente todos os jovens. Quando atingem a idade adulta querem partir pela Europa de comboio, sem pais, sozinhos ou com amigos, numa aventura que é certa que ensina muito. Há mesmo quem faça mais do que um, entre os «infinitos» itinerários que são possíveis graças à vasta ligação férrea que existe entre os 30 países ao abrigo do programa. E pode ter custos diferentes. Há quem opte por viajar por países mais baratos e fora da época alta.

Dos 18 aos 25 anos, o preço dos passes – que depende do tempo de viagem – é bastante encorajador, tendo em conta que permite circular por todos os comboios durante um determinado intervalo de datas. Ainda assim, representa um fatia grande do bolo, quando feitas as contas do que é previsível gastar. Mas tudo pode ser mais fácil se a proposta que está no texto em baixo for aprovada no Parlamento Europeu, reduzindo em muito as contas.

«Dar a oportunidade a todos os jovens, independentemente da classe social, para descobrirem a riqueza da Europa». Este é objetivo da iniciativa que tem estado em debate, no Parlamento Europeu, e que propõe oferecer um passe de Interrail a todos os jovens cidadãos da União Europeia (UE), no ano em que completam o seu 18º aniversário.

A ideia começou a ser divulgada no inicio do mês de outubro, depois de ter sido apresentada pelo deputado alemão Manfred Weber, presidente do grupo parlamentar dos democratas europeus, quando este lançou a pergunta retórica: «O que aconteceria se fosse dado a todos os jovens um bilhete gratuito de Interrail como presente de aniversário, para descobrir a Europa?». A resposta está no ar e será tema de debate amanhã pelos deputados europeus. No entanto, Manfred Weber deixa claro algumas das oportunidades que um Interrail proporciona aos jovens, considerando que «o movimento dos jovens é essencial para a promoção da integração destes na Europa», assim como permite que «descubram a beleza e a diversidade da Europa ao longo de um mês dentro de um período de dois anos».

Em discussão estão os custos associados, como apresentou a agência noticiosa alemã Tegesschau, e que pode chegar a 1,5 mil milhões de euros por ano, assumindo que entre 50% e 70% dos 5,4 milhões de jovens com 18 anos aceitem o passe oferecido pela UE. Em oposição, vozes se levantam contra um investimento que dizem ser um exagero quando o emprego jovem representa uma área de intervenção preocupante em muitos países da UE.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.