Nasceu em Lisboa, tem 19 anos e vive há dois em Haia, Holanda. Carolina é estudante de Design Gráfico na Academia Real de Artes, depois de um percurso escolar feito na mais artística das escolas lisboetas, a António Arroio.

Carolina apontou aos Países Baixos e candidatou-se a duas escolas: aquela onde está e uma outra em Amesterdão. Visitou os dois locais e acabou por escolher Haia. «Amesterdão é mais impessoal e mais snob», diz Carolina. «Do que mais gostei aqui foi do ambiente acolhedor e a proximidade. Em vinte minutos estás em todo o lado.»

Carolina Pinto, portuguesa estudante em Haia.

Dois terços dos alunos da sua escola são estrangeiros, por isso não é de estranhar encontrar coreanos ou norte-americanos pelos corredores. Ingleses também há, tal como holandeses. Portugueses, só Carolina – «Sim, sou a única na escola, mas há mais alguns no Conservatório de Música.»

Tempos livres não são muitos. Entra na escola às 09h00 e muitas vezes só sai quando fecha, às 22h00. É aos fins de semana que aproveita para conhecer o local onde vive – «Em 99 por cento das vezes fico em Haia. Gosto de ir à praia, ir ver o mar, tenho saudades disso. De resto, gosto de ir aos parques da cidade. Quanto a voltar a Portugal… «ainda é cedo para pensar nisso».

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.