São cada vez mais as aplicações eletrónicas para facilitar a vida aos viajantes. Cities Talking é uma das mais bem conseguidas.

Um guia em papel às vezes não chega, pois falta o lado humano. Uma guia especializado (uma pessoa, leia-se) é sempre uma boa solução para conhecer um destino, mas há momentos em que o turista/viajante quer mesmo é estar sozinho. Em que ficamos? A aplicação Cities Talking consegue juntar o melhor dos dois mundos.

Basta fazer o download, como qualquer aplicação, e o utilizador terá acesso a uma série de sugestões de passeios a pé com as respetivas informações. Até aqui nada de novo, a vantagem é que a cada ponto de interesse – seja uma rua, um edifício histórico, um mercado ou um bar – está associado uma explicação áudio dada por especialistas locais.

Começou por cidades incontornáveis como Nova Iorque, Londres ou Paris, mas o sucesso ao longo de menos de um ano de vida tem sido tal que chegou já a mais de duas dezenas. Para já, sobretudo na Europa, mas seguem-se cidades como Tóquio, Banguecoque, Los Angeles ou a Cidade do Cabo. É possível parar, fazer pause ou voltar atrás sempre que necessário.

A aplicação funciona offline, não sendo cobrada qualquer tarifa de roaming.

cittiestalking.com

Por João Ferreira Oliveira – Fotografias Direitos Reservados

Veja também:
Esta é a aplicação para quem vai viajar sozinho
12 destinos na Europa que não pode perder este verão

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.