A Art Brussels é uma das feiras mais originais Europa. Celebra este ano a 35ª edição e desde a sua criação tem contribuído para a difusão da arte internacional, tornando-se uma das mais prestigiadas.

A edição desta feira de arte deste ano, de 21 a 23 de abril, terá menos galerias representadas (140 ao invés de 191), mas os responsáveis garantem que a Art Brussels não está mais pobre – preferiram a qualidade à quantidade.

Decorre no Tour & Taxis, um gigantesco edifício do século XIX entretanto recuperado e transformado num dos pontos de visita obrigatória da cidade, incubadora de novas empresas, restaurantes, cafés e um Design Market. É também aqui que decorreu o maior mercado vintage da Europa, nos dia 18 e 19 de março.

A feira está dividida nas secções de Discovery, com foco em artistas emergentes que expõe os seus mais recentes trabalhos (2014-2017); Prime, com arte moderna e contemporânea; Rediscovery, espaço dedicado à arte de 1917 a 1987 e apresentando artistas subestimados ou esquecidos, alguns já falecidos. A Art Brussels também deu sempre importância a apresentações a Solo, dando a oportunidade para se expor o trabalho mais aprofundado de um único artista.


Veja também:
Londres apresenta exposição inédita
Guia rápido de Bruxelas: o que não pode perder

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.