Um mês depois de Banguecoque ter sido eleita, pela CNN, como o melhor destino do mundo para comida de rua, a administração da capital da Tailândia anunciou que todos os vendedores de pratos como a famosa sopa picante de camarão, o Pad Thai ou a salada de papaia serão banidos das ruas da cidade.

A Administração Metropolitana de Banguecoque (Bangkok Metropolitan AdministrationBMA) quer acabar com todas as barracas e foodtrucks (carros de comida de rua) de 50 bairros da cidade, até ao final de 2017. O objetivo é «devolver os passeios das ruas aos peões e recuperar a ordem e a higiene», afirmou Wanlop Suwandee, conselheiro-chefe do governador de Banguecoque, ao The Nation (portal de notícias sobre a Tailândia).

Os vendedores de rua já foram banidos de áreas como a Praça Siam, o Pratunam e o mercado de rua debaixo da Ponte de Phra Phuttayotfa. Os próximos locais afetados por esta medida serão as áreas internacionalmente reconhecidas pela sua comida de rua de Yaowarat (em Chinatown) e Khao San Road, o local preferido dos backpackers (viajantes de mochila às costas).

Segundo Wanlop Suwandee, não haverá exceções: «Os vendedores ambulantes já se aproveitaram dos passeios das ruas durante muitos anos, e nós já lhes oferecemos espaço para venderem refeições e alimentos legalmente nos mercados, por isso não haverá falhas nesta operação. Todos os vendedores de rua terão de sair». Incluídos nesta nova medida estão também os vendedores de roupa e de falsificações.

Sair para comer um prato de noodles ou insetos fritos tornou-se um ritual noturno para grande parte dos moradores de Banguecoque. «Há mais de 200 vendedores de comida em Khao San Road e são eles que tornam o nosso bairro único, atraindo milhares de turistas de todo o mundo», disse Piyabutr Jiuramonaikul, Presidente do Conselho Empresarial de Khao San, ao The Nation.

«Acabar com todos os vendedores de rua é acabar com a nossa própria cultura», afirmou Chiwan Suwannapak, que trabalha para uma agência de turismo em Banguecoque.


Veja também:
Banguecoque por José Luís Peixoto
Portugueses procuram cada vez mais a Tailândia

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.