O histórico pavilhão Olímpico de St. Moritz foi renovado por Norman Foster. Está agora integrado no Kulm Hotel. Uma obra para usufruir em qualquer época do ano.

Construído em 1905, em plena belle époque, utilizado nos Jogos Olímpicos de Inverno de 1928 e votado ao abandono durante vários anos, o Pavilhão de Gelo suíço foi agora recuperado pelo britânico Norman Foster e volta a ser um dos maiores pontos de referência desta estância alpina.

Abriu as portas no final de janeiro, para o Campeonato do Mundo de Esqui, mas não será uma obra para uma prova só, como tantos outros empreendimentos desportivos.

Integrado no Kulm Country Club – que por sua vez está integrado no luxuoso Kulm Hotel, com mais de 150 anos – transformar-se-á numa espécie de sala de espetáculos assim que a neve derreta. E um local onde se pode ir beber um cocktail ou comer com vista para o vale.

Tem um restaurante pop up, sem chefe fixo, com uma decoração que remete para os seus gloriosos anos 1920. Reza a história que nessa época os atletas treinavam ao som de pequenas orquestras.

>> kulm.com

Por João Ferreira Oliveira – Fotos Direitos Reservados

Veja também:
O primeiro hotel do mundo feito de gelo já não derrete
Um quarto com milhões de estrelas possíveis, sob os Alpes

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.