A partir de quinta-feira, 31 de agosto de 2017, o passaporte canadiano vai passar a ter um terceiro género – o «X».

Os cidadãos do Canadá terão agora a opção de declarar o seu género como «X» no passaporte. O governo canadiano anunciou a mudança na semana passada, afirmando num comunicado que «um ‘X’ tornará mais fácil a aquisição de passaportes e outros documentos emitidos pelo governo para as pessoas que não se identificam como mulheres («F») ou homens («M»)».

Esta nova medida anunciada faz parte de um impulso do governo para proteger os cidadãos no seu direito à identidade de género e liberdade de expressão de género. Em junho, o governo aprovou o projeto de lei C-16, que alterou a Lei dos Direitos Humanos e adicionou a proteção contra a discriminação com base na identidade de género e na expressão de género.

Um cartão de saúde atribuído na província de British Columbia (Colúmbia Britânica), em junho, foi o primeiro documento oficial do governo a ser emitido com o género «X». Ahmed Hussen, ministro canadense de Imigração, Refugiados e Cidadania, disse: «Todos devem sentir-se seguros de poderem ser eles próprios, viver de acordo com sua identidade de género e expressar seu género conforme o que escolherem e sentirem. Ao introduzir uma designação de género «X» nos nossos documentos emitidos pelo governo, estamos a dar um passo importante para o avanço da igualdade para todos os canadenses, independentemente da identidade ou expressão de género».


Veja também:
Há pessoas que nascem com o gene das viagens
Veja as paisagens mais incríveis do Canadá