Um hotel de açúcar na Madeira

O Saccharum Hotel Resort & Spa, inaugurado em abril, coloca a Calheta no mapa de quem procura na Madeira mais do que apenas um lugar para pernoitar. A decoração, inspirada na cultura da cana-de-açúcar, é só o início de uma experiência em várias frentes.

Montalegre, o lado «B» do Gerês

Muito menos invadida por turistas do que o lado minhoto, a metade transmontana do Gerês preserva-se intocada há séculos, na paisagem e na atividade humana. Mergulho em terra de lobos, de pastores e de aldeias que parecem nascer do chão.

O Minho ainda é o que era

Ponte da Barca soa a Minho tradicional, mas uma nova vaga de restaurantes, alojamentos de inspiração ecológica e uma forte aposta nos produtos locais, como o vinho verde, estão a dar um vigor contemporâneo à vila atravessada pelo rio Lima.

Boas razões para ir aos Açores

Com a abertura do céu açoriano às companhias aéreas low cost, novos mundos se abrem aos portugueses do continente e aos muitos estrangeiros que não dispensam um destino ecológico e sustentável. Na Ribeira Grande, ilha de São Miguel, há novidades que valem a viagem.

Um antigo palacete transformado no Bela Vista Hotel

Reabriu apenas há quatro anos, mas a sua história é bem mais antiga, ao ponto de fazer dele um dos primeiros hotéis de que há registo no Algarve. Sem rival que se lhe compare na praia da Rocha, em Portimão, o Bela Vista aposta agora, depois do spa Occitane, no fine dining e nos sabores portugueses.

De barco e a pé pela Ria Formosa

Há quase duas décadas que os «barcos zebra» são um clássico da ria Formosa, onde durante todo o ano mostram aos visitantes a riqueza desta reserva natural.

Porto: Comida no pão… com tradição

O gosto por sanduíches não tem fim e abriu mais uma casa na Baixa do Porto.

Os clássicos de volta à Bica do Sapato

Há que dar o devido valor a um espaço e a uma fórmula que, passados tantos anos, independentemente de quem é o chef, continua a atrair os olhares e a despertar o interesse geral.

Madeira: Segredos em torno do vinho

Mar atlântico, comida tradicional e absoluto descanso entre bananeiras e videiras. É este o cenário quase idílico da Fajã dos Padres, tão exclusivo que só se chega de barco ou por um elevador panorâmico que desce 290 metros em menos de cinco minutos.

A cozinha não tem de ser um bicho de sete cabeças

Tal como a criatura mitológica que lhe dá nome, o Chimera tem três cabeças. Além de Adam, Hugo Ferreira e Thomas Mancinni, português de gema nascido no Brasil. Todos eles cozinheiros com passagem por restaurantes bem cotados, todos eles sócios - e todos eles convictos de que a cozinha não tem de ser um bicho de sete cabeças.

MAIS RECENTES