Um novo quatro estrelas bem no centro, mas numa zona calma, pode ser sinónimo de descanso. Ou ponto de partida para descobrir a cidade como ela deve ser descoberta: a pé.

Basta caminhar 150 metros para tomar um café no histórico Majestic. Em 10 minutos é possível chegar, a pé, à Igreja dos Clérigos. Outros cinco e está-se na icónica Rua de Santa Catarina. Adiante, sem ter de dar muita corda aos sapatos, dá para ir beber um copo aos bares das agitadas Galerias de Paris. Todas estas distâncias são contabilizadas a partir do recém-inaugurado hotel Premium Porto Downtown, um quatro estrelas no centro da cidade que convida o hóspede a largar o carro por uns dias. E apesar de ficar mesmo no coração da capital do Norte – perto da Estação de São Bento e da central de expressos –, pouca coisa interromperá o descanso no Premium Porto Downtown Hotel. Isto porque a zona é calma e é hoje mais segura para quem por ali caminha a qualquer hora do dia ou noite fora, depois de uma saída animada.

A prioridade atribuída aos 56 quartos disponíveis não deixa margem para dúvidas: o conforto. Foi essa a preocupação central na feitura deste hotel que, desde junho, já amealhou uma média de nove pontos nas opiniões dos utilizadores do website Booking.com. A decoração é simples, predominando os tons de terra, os brancos e as madeiras – de design exclusivo, segundo explica um dos responsáveis pelo hotel.

O restaurante e bar do terraço são ponto de honra num hotel moderno, mas mesmo no centro da cidade e que faz gala de ser o mais conveniente possível.

Para além dos pequenos-almoços abundantes, mediante custo adicional e que decorrem na zona do restaurante (aberto ao almoço e ao jantar e com cozinha predominantemente portuguesa), há ainda o terraço com vista panorâmica. Este convida a um início de manhã revigorante ou a um fim de tarde repousante. Seja qual for a hora escolhida, o importante é apreciar a paleta de cores que tinge o Porto. A partir do coração da cidade.

Texto de Carla Bernardino - Fotografias de Pedro Granadeiro/Global imagens