A Casa dos Barros, datada de 1730, soube preservar o charme e o encanto até aos dias de hoje. Abriu ao turismo há pouco mais de um ano – e teve já, entre os seus hóspedes, um grande realizador de Hollywood.

Oliver Stone foi o convidado de honra do Douro Film Harvest 2014, festival de cinema realizado na região duriense. O realizador de filmes como Platoon e Nascido a 4 de Julho foi recebido com pompa e circunstância e teria, com toda a certeza, várias ofertas de alojamento à disposição. Mas escolheu a Casa dos Barros, em Sabrosa. Ao jantar, que decorreu na cozinha, numa mesa de madeira com séculos de vida e de histórias, além de provar os vinhos do Douro e os pratos preparados pelo chef Pedro Lemos – que se deslocou de propósito para a ocasião –, pôde ainda ouvir um fado de Ana Moura ao vivo. Terá gostado de tudo.

Quem conta a história é Teresa Canavarro, responsável por esta casa, construída em 1730, que nunca saiu da família, apesar de fases mais ou menos complicadas. «Não é fácil manter um espaço com estas caraterísticas», confessa. A solução passou por abrir as portas ao turismo. O ambiente familiar mantém-se, as paredes estão cobertas por retratos das várias gerações, o chão de madeira e grande parte do mobiliário é original, mas tem agora uma dose de modernidade e conforto indispensáveis a qualquer alojamento, das áreas comuns aos quartos.

Foi nesta mesa de cozinha (em baixo) que Oliver Stone provou os pratos do chef Pedro Lemos, acompanhados pelos vinhos do Douro.

A sala dos lagares, com paredes de granito – local onde são servidos os pequenos-almoços e os jantares – é um dos ex-líbris desta casa classificada como monumento de interesse público. Ainda assim, é na relação com o exterior, nos jardins, que está a sua beleza maior. Dois jardins, um deles mais recatado, quase secreto, a piscar o olho ao romance e à leitura, o outro junto à piscina, com vista para as vinhas. Não se vê o Douro, mas a essência duriense está toda lá. À disposição estão também jantares temáticos, jantares românticos e provas de vinho. Por norma decorrem numa das muitas salas da casa ou na referida sala dos lagares, mas pode-se sempre tentar convencer Teresa Canavarro a servir a refeição na bonita cozinha. Uma cozinha sem a presença de Oliver Stone, a música Ana Moura ou as criações de Pedro Lemos, mas com cheiro a história e o gosto da comida caseira.

Ficar

Casa dos Barros
Rua da Madalena, Sabrosa
Tel.: 259939370
Web: casadosbarros.com
Quarto duplo a partir de 60 euros por noite

Texto de João Ferreira Oliveira - Fotografias Jorge Simão