Ryanair voos cancelados, passageiros transportados

A Ryanair transportou 11,8 milhões de passageiros em setembro, mais 10% do que no período homólogo, apesar do cancelamento de voos.

Segundo um comunicado da transportadora aérea irlandesa, o índice de ocupação subiu dois pontos percentuais para 97%, o que, refere, foi sustentado pela adoção de tarifas mais baixas.

A Ryanair informou ainda que nos últimos 12 meses terminados em setembro transportou um total de 127,3 milhões de passageiros, mais 12% do que no mesmo período precedente.

Kenny Jacobs, diretor de marketing da Ryanair, sublinhou que estes «números incluem os 2.100 voos cancelados durante os meses de setembro e outubro» e que a empresa já concluiu «os reembolsos ou remarcações de 98% dos clientes afetados nestes dois meses».

Em relação aos restantes 2% dos clientes afetados pelo cancelamento de voos, Kenny Jacobs afirmou que estes ainda não contactaram a transportadora.

Mais uma vez, no comunicado, a companhia aérea low cost pede «as mais sinceras desculpas aos clientes pelos cancelamentos que muito lamenta».

Depois de ter cancelado, de forma inesperada, 2.100 voos entre meados de setembro e finais de outubro, atingindo 315.000 clientes, a Ryanair anunciou em 27 de setembro novos cancelamentos de voos entre novembro deste ano e março de 2018 que podem atingir quase 400.000 clientes.

Lusa

Ryanair: o seu voo foi cancelado? Tem direito a indemnização


Veja também:
11 factos inacreditáveis sobre o mundo da aviação
Tem este código no cartão de embarque? Cuidado!