Aqui não são vinte dias, nem sequer oitenta, como no livro de Júlio Verne, mas sim 128. Quatro meses de viagem a bordo de um navio da companhia Viking Cruises.

Demasiado tempo? Demasiado caro? Sim e sim, mas isso não parece ser impedimento, até porque esta será a segunda grande volta ao mundo da companhia, depois do sucesso de vendas da primeira (esgotou), que vai para a água em dezembro deste ano.

A próxima parte em janeiro de 2019. Começa em Miami e tem Londres como destino final, mas pelo meio, já se sabe, passa por quase todo o lado. Cinco continentes, 21 países e 44 portos. Rio de Janeiro, Cidade do Cabo, Maputo, Milford Sounda (na Nova Zelândia, em pleno mar da Tasmânia), ilha da Páscoa, Ushuaia (na Patagónia argentina) ou Port Stanley, nas ilhas Malvinas, são alguns dos destinos.

O navio tem capacidade para 930 pessoas, o que não é muito, se tivermos em linha de conta que alguns transportam mais de cinco mil passageiros. Nem tudo tem de ser em grande.

PREÇO por pessoa a partir de 42 mil euros.

>> Saiba mais aqui.

Texto de João Ferreira Oliveira

O que nunca lhe disseram sobre os navios de cruzeiro

Veja também:
Esta empresa organiza cruzeiros só para millennials
Cruzeiro no Mediterrâneo por incontornáveis ilhas gregas

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.