Mais ou menos tradicionais, os mercados e festivais de Natal são uma das principais atrações para quem visita a capital inglesa nesta época do ano. Depois de vistas as iluminações nas ruas, é tempo de rumar a estes espaços onde não faltam sugestões para desfrutar em boa companhia.

Para famílias
Winter Wonderland, Hyde Park (17 de Novembro a 1 de Janeiro)
Em pleno Hyde Park, a localização privilegiada do Winter Wonderland é apenas um dos fatores que fazem dele um dos festivais mais visitados por famílias durante a época natalícia. Entre os outros argumentos, contam-se a maior pista de gelo ao ar livre do Reino Unido, uma roda gigante, carrosséis tradicionais, montanha-russa e muitos espetáculos, incluindo encontros com o Pai Natal e os seus duendes, na “Santa Land”. Para aquecer o estômago e a alma, há bancas de churros, chocolate quente e vinho quente com especiarias, para além de um bar inspirado na tradição Alpina, com karaoke, pizza e cocktails para os mais velhos. Peças de artesanato, roupa, joalharia e decoração são algumas das opções para quem quiser aproveitar e tratar da lista de compras para o Natal de toda a família.

A dois
Wintertime, Southbank Centre (10 de Novembro a 4 de Janeiro)
Na margem sul do Tamisa, o Southbank Centre veste-se a rigor para o Natal desde Novembro, com a inspiração nórdica a servir de mote ao festival Wintertime. Relaxar numa sauna finlandesa no Queen Elizabeth Roof Terrace, partilhar cidra quente com especiarias junto ao calor de uma lareira num chalé de inspiração sueca ou escutar música criada em instrumentos esculpidos em gelo são algumas das propostas mais românticas que aguardam os visitantes, este ano. Na zona do mercado, espalhadas por pequenos chalés de madeira, abundam especialidades da época para comer e beber, bem como presentes para oferecer – ou levar de recordação, para casa.

Entre amigos
Winterville, Clapham Common (23 de Novembro a 1 de Janeiro)
Não é um festival tradicional mas é isso que o torna único. Depois de um ano de pausa, a cidade de Winterville regressa a Londres, instalando-se desta vez no Parque de Clapham Common. Apesar do hiato, o espírito alternativo mantém-se intacto, com atrações como uma discoteca num ringue de patinagem, golfe iluminado por luz negra, uma tenda com espetáculos gratuitos que tanto podem passar por um combate de wrestling mexicano como por um concerto natalício, ou até um cinema dentro de uma floresta encantada – entre outras muitas propostas. Com curadoria dos organizadores do Street Feast, a zona de restauração reúne alguns dos melhores exemplos de comida de rua da cidade, e, no mercado, destacam-se os criadores independentes, com peças que são verdadeiros achados, difíceis de encontrar em qualquer outro lado.

Partilhar