Tem 80 anos, já sofreu um ataque cardíaco e vai ser o estudante mais velho da Europa a participar no programa de câmbio Erasmus.

Miguel Castillo, estudante de História e Geografia na Universidade de Valência, está a preparar-se para um semestre em Itália. O espanhol de 80 anos vai fazer Erasmus (o programa de mobilidade estudantil da União Europeia) em Verona – mas não vai sozinho. Consigo leva a sua segunda mulher, Maria Luisa Alamá, uma enfermeira reformada. Inicialmente, vão passar alguns dias num hotel, mas tencionam mudar-se para um apartamento. «A minha mulher diz que não nos vê numa festa de pijama num dormitório», contou ao jornal espanhol Las Provincias.

Miguel Castillo tem três filhas e seis netos e regressou à universidade depois de uma carreira bem-sucedida como notário. Aos 70 anos decidiu reformar-se e, durante cinco anos, levou uma vida típica de um reformado. A verdade é que esta vontade de voltar a estudar só surgiu depois de ter sofrido um ataque cardíaco quando tinha 75 anos. Castillo colocou um quádruplo bypass coronário, mas isso não o impediu de refazer a sua vida. Foi então que decidiu que não queria passar a reforma a descansar em casa, sem nada para fazer. Voltou aos estudos e inscreveu-se na Universidade de Valência. Agora, vai receber uma bolsa e participar no programa Erasmus para passar um semestre no exterior.

Este espanhol de 80 anos vai ser o estudante de Erasmus mais velho, e espera encorajar outros reformados a procurar aventuras como a sua. «Não se fechem em casa, abram-se para o mundo, porque nós podemos contribuir tanto para a sociedade e receber tanto dela», afirmou.

Foto Lusa/Manuel Bruque


Veja também:
Viaja pelo mundo a viver há 20 anos em navios de cruzeiro
Bisavó de 78 anos percorre o mundo de bicicleta e não pensa em parar