A antiga companhia aérea Meridiana já não existe e deu lugar à Air Italy.

Mas não vai ser apenas o nome a mudar: os aviões terão um novo visual, com elementos gráficos em tons de azul-marinho e roxo na cauda, cor branca no restante aparelho, e o nome da companhia nos lados.

O roxo lembra-lhe alguma outra companhia aérea? É possível que associe essa cor à Qatar Airways. E não é de estranhar, já que a companhia aérea do Qatar possui agora 49% da Air Italy – recém-adquirida em 2017 – e tem sido fundamental no relançamento da antiga Meridiana. De acordo com um relatório, a Qatar Airways investiu «alguns milhões de dólares» e cedeu novos aviões: a Air Italy adquirirá pelo menos 20 novas aeronaves nos próximos três anos e pelo menos cinco jatos de fuselagem larga da Qatar Flotte de Airways.

O grande objetivo da Air Italy é tornar-se a principal rival da Alitalia.

«A Air Italy tem a ambição de atingir um objetivo de transporte de 10 milhões de passageiros por ano até 2022, viajando para e via Itália», disse o presidente da Meridiana, Francesco Violante, em comunicado. «Esperamos que mais de 8 milhões usem o aeroporto de Milão Malpensa».

A Air Italy planeia começar a voar a partir de Milão para Miami e Nova Iorque até junho deste ano. Mas haverá voos adicionais de Milão para Catânia, Nápoles, Palermo e Roma, e para a pequena cidade calabresa de Lamezia Terme, ainda este ano.

Apesar de a Air Italy não ter anunciado ainda detalhes sobre as comodidades da cabine, os preços dos bilhetes serão «bastante acessíveis», disse em comunicado o presidente do Grupo Qatar Airways, Akbar Al Baker.

 

Estas são as companhias aéreas que nunca tiveram acidentes


Veja também:
15 cidades em Itália que nunca pensou visitar mas deveria
14 dicas para conhecer Itália como um local