Boas razões para visitar o México nunca faltaram – praias paradisíacas, gastronomia, animação, história e cultura num país com um passado ancestral. Este ano juntam-se novidades.

Sendo esta umas das maiores cidades do mundo e a capital mais antiga das Américas – chamava‑se Tenochtitlán e era a capital do império asteca –, a Cidade do México não desilude ninguém: as praças públicas voltaram a ganhar vida, novos restaurantes surgem por todo o lado, e os museus são cuidados e mantêm a história viva. Em 2018, será a Capital Mundial do Design.

Design parece não rimar com Cidade do México, por isso causou alguma estranheza quando foi nomeada Capital Mundial do Design 2018. A primeira cidade das Américas a receber tal distinção. É certo que este título (bienal) ainda não tem a mesma força de uma Expo Universal ou até a Capital Europeia da Cultura – começou apenas em 2008, em Turim, seguindo‑se Seul, Helsínquia, Cidade do Cabo e Taipei – mas não deixa de ser importante, sobretudo numa cidade como esta.

A metrópole passou de cinco milhões de habitantes (em 1960) para mais de vinte milhões.

Uma cidade vibrante, sim, muito rica histórica e arquitetonicamente, mas tantas vezes associada ao caos e ao crime organizado. Não é por isso de estranhar que a Responsabilidade Social tenha sido o mote da candidatura. O desafio passa por mostrar como o design e a criatividade podem ser agentes de mudança social e cultural no contexto urbano. E que melhor local anfitrião do que uma metrópole que passou de cinco milhões de habitantes (em 1960) para mais de vinte milhões. Haverá conferências, visitas guiadas e encontros ao longo de todo o ano.

A World Design Experience, entre 21 de abril e 6 de maio, que junta designers de todo o mundo, é um dos pontos altos. O melhor é estar atento ao site, que promete novidades para breve. Até porque a programação, à boa maneira latina, ainda não está terminada…

Outros locais a visitar

Guadalajara
Mais tranquila do que a Cidade do México, Guadalajara é conhecida por ser o berço do mariachi (género musical popular do México) e um importante centro universitário e cultural. A poucos quilómetros, a 1500 metros de altitude, o lago de Chapala encanta todos os que o visitam. É o maior lago do país, com uma superfície de 1700 metros quadrados, e está rodeado por montanhas. Portugal é convidado de honra e país‑tema da Feira Internacionaldo Livro de Guadalajara em 2018.

Playa del Carmen
Se gosta de praia mas não quer ficar em Cancún, escolha um dos hotéis da Playa del Carmen. Apesar de turística, fica apenas a 65 quilómetros de Cancún, pelo que pode deslocar‑se ali de autocarro, para beber uma água de coco a meio da tarde. Apesar da proximidade, a Playa del Carmen tem caraterísticas totalmente distintas de Cancún. Menos americanizada, oferece igualmente restaurantes e bares, e muita diversão noturna.

Outros eventos

Grande Prémio de Fórmula 1 México
Entre os dias 25 e 28 de outubro, o Autódromo Hermanos Rodríguez, na Cidade do México, recebe o Grande Prémio de Fórmula 1.

Feira Internacional do Livro de Guadalajara
É a maior feira do livro de toda a América Latina e um importante evento cultural. A 32.ª edição terá início a 24 de novembro e terminará a 2 de dezembro, em Guadalajara.

Quando ir

De novembro a abril, durante a estação seca. Os dias são quentes e não costuma chover. A época dos furacões dura de junho a inícios de novembro.

Como ir

A Iberia tem voos para a Cidade do México (com ligação a Guadalajara ou a Cancún incluída no bilhete inicial), a partir de 800 euros.


Veja também:
Tulum: o paraíso é no México
Uma crónica de José Luís Peixoto no México

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.