Os viajantes que aterrarem no Aeroporto de Oslo, na Noruega, vão poder visitar e ficar hospedados numa nova cidade com um quilómetro quadrados, adjacente ao aeroporto. O Aeroporto de Oslo Gardermoen fica a 49 quilómetros da capital norueguesa.

A Haptic Architects e o Nordic Office of Architecture revelaram recentemente os planos para a nova cidade do aeroporto de Oslo, onde os viajantes encontrarão de tudo, desde carros que se guiam sozinhos até grandes pavilhões de natação, oferecendo vista para as pistas do aeroporto.

«Cidade do Aeroporto» foi um termo criado por John Kasarda, do Centro de Comércio Aéreo da Universidade da Carolina do Norte, para descrever projetos de desenvolvimento que se estendem para fora dos terrenos de um aeroporto. A nova «Cidade do Aeroporto» de Oslo contará com uma série de recursos inteligentes, que incluem carros que não precisam de motorista e que utilizam energia derivada exclusivamente de energia renovável.

Segundo os representantes da Hapticodos, todos os veículos dentro da cidade serão elétricos, incluindo carris de alta velocidade que farão com que os cidadãos «nunca passem mais de cinco minutos dentro de transportes públicos».

No centro da cidade não serão permitidos carros, e a zona envolvente servirá como teste para a tecnologia dos veículos sem motorista.

Esta não será a primeira «cidade do aeroporto» do mundo. No entanto, dará maior importância às atividades desportivas e de lazer, combinando-as com instalações empresariais. Como os representantes da Haptic afirmam, «a Cidade do Aeroporto de Oslo» terá uma sensação muito mais urbana do que outras cidades do género».

As «cidades dos aeroportos» são um género de parque de negócios onde normalmente se encontram edifícios de logística. Esta, em particular, terá características urbanas que incluem ruas, praças e espaços para passear sem carros, bem como zonas de atividades desportivas e de lazer de que os noruegueses tanto gostam», disse Tomas Stokke, diretor da empresa de arquitetura, ao Travel + Leisure. Estas atividades incluem parques com paredes para escalada, uma piscina e passeios de paraquedas. Há também uma rota de ciclismo que circunda um grande lago no centro da cidade.

Estes aeroportos não são aborrecidos: têm piscinas onde apetece estar


Veja também:
Este é o local mais sujo do aeroporto – e não é a casa de banho
10 erros que os passageiros cometem nos aeroportos

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.