Na China existe uma «lista negra» de cidadãos da qual ninguém vai querer fazer parte. O país acaba de anunciar que vai por em prática novas medidas que impedem os cidadãos com mau «crédito social» de viajar.

E o que faz um cidadão ficar com um mau «crédito social»? Fumar nos transportes públicos, usar bilhetes expirados, não pagar as contas ou a segurança social a tempo, ou «espalhar informações falsas sobre terrorismo», por exemplo.

De acordo com a Reuters, as novas regras entrarão em vigor a 1 de maio deste ano e fazem parte de um plano do presidente XI Jinping de construir um sistema de «crédito social» baseado no princípio «uma vez não confiável, para sempre restrito».

Quem não cumprir as regras poderá ficar proibido de viajar durante um ano.

Na verdade, parece que a China já está a implementar este tipo de medidas há algum tempo. No início de 2017, o Supremo Tribunal do Povo declarou que mais de seis milhões de cidadãos chineses tinham sido proibidos de voar como resultado de maus comportamentos sociais.

O conceito de «crédito social» faz parte de uma revisão mais ampla planeada para ser implementada até 2020, por XI Jinping. Tudo desde o quão bem tratam os pais até ao que compram no supermercado e lojas afetará a elegibilidade dos cidadãos chineses para receber várias recompensas e benefícios.

Conheça os segredos desta viajante para conseguir viagens baratas

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.