Viver fora é uma experiência com muitos benefícios, entre os quais o facto de poder conhecer outros lugares e outras pessoas, viajar para os países próximos, aprender uma língua nova e vivenciar novos costumes e tradições.

Mas talvez a maior vantagem de todas seja o novo sentido de identidade que descobrirá ao longo da jornada. E não se trata apenas de algo bonito de dizer – é um facto cientificamente comprovado.

De acordo com um novo estudo realizado pela Rice University, em conjunto com a Universidade da Columbia e a Universidade da Carolina do Norte, viver no exterior aumenta a «clareza do autoconceito» aumentando, assim, o conhecimento de si próprios.

Para chegarem a esta conclusão, foram feitos seis estudos separados, que analisaram 1874 participantes nos Estados Unidos e em programas internacionais de MBA – incluindo pessoas que nunca tinham vivido fora ou que se encontravam a residir noutro país.

Os investigadores acabaram por descobrir que viver no estrangeiro desencadeia em cada um «reflexões perspicazes de si próprios, por lidar com valores culturais e normas diferentes das do país de origem». Ao refletir sobre si mesmo e sobre as novas culturas, quem vai viver para fora começa a descobrir quais os valores e as normas que a definem como pessoa.

«Num mundo onde as experiências de viver no exterior são cada vez mais comuns, e os avanços tecnológicos tornam as viagens e comunicações entre culturas cada vez mais fáceis, é fundamental que a pesquisa acompanhe esses desenvolvimentos e procure entender como eles afetam as pessoas», escreveram os investigadores e autores da pesquisa. «Os nossos estudos demonstram que morar no estrangeiro afeta a estrutura fundamental do autoconceito, aumentando a clareza sobre si próprio».

De acordo com os cientistas, morar no exterior não proporciona apenas um novo sentido de si próprio, mas pode também trazer maior satisfação com a vida e diminuição do stress, melhor desempenho no trabalho e até mesmo «maior nitidez sobre os tipos de carreira que melhor combinam com os pontos fortes e valores de cada indivíduo».

Do que está à espera, afinal? Não deixe de arriscar se tiver uma oportunidade.

As cidades na Europa mais baratas para um fim de semana


Veja também:
Estes são os melhores países do mundo em 2018
10 cidades mais caras do mundo

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.