Se acha que as estações do metro de Lisboa são verdadeiras obras de arte, espere até conhecer aquele que é considerado «o mais bonito sistema metropolitano do mundo».

As estações de metro de Estocolmo, na Suécia, são autênticas obras de arte e contaram com o trabalho de 150 artistas.

Cada uma das estações tem um tema diferente e retratam sobretudo problemas sociais. Por exemplo, a estação de Östermalmstorg eleva os direitos das mulheres na sociedade. A inclusão social está expressa na estação de Tensta. Já na de Solna, o problema é a desflorestação.

O metro da capital sueca conta com 100 estações e, pelo menos, 90 foram alvo de um projeto artístico. São efetuadas cerca de 1 milhão de viagens, todos os dias.

Como tudo começou:

A primeira linha de metro, na capital sueca, foi inaugurada em 1950. Em 1956, com a influência dos artistas suecos Siri Derkert e Vera Nilsson, foi lançada a primeira competição para encontrar artistas que transformassem as estações em verdadeiras obras de arte.

Foram selecionados 21 artistas de todo o grupo de candidatos, e em 1970 o comité Trafikens Konstnamnd foi constituído para definir o que cada artista deveria trabalhar na «sua estação».

Estes são os destinos mais românticos do mundo


Veja também:
14 destinos surpreendemente baratos para visitar em 2018
O primeiro hotel do mundo feito de gelo já não derrete

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.