Um luxuoso resort das Maldivas está prestes a elevar o fenómeno do mundo subaquático para um outro nível.

O Atlantis The Palm, no Dubai, tem suítes submarinas. O Resort World Sentosa, em Singapura, tem quartos com vista para o interior de um aquário. O Manta Resort, em Zanzibar, tem uma sala no fundo do mar. Mas o Conrad Maldives Rangali Island, nas Maldivas, quer ir mais longe e abrir aquela que se pensa ser a primeira residência subaquática do mundo.

O resort investiu 15 milhões de dólares (pouco mais de 12 milhões de euros) e está a construir uma villa com dois andares, parte da qual se encontrará a cinco metros abaixo da superfície do Oceano Índico. A propriedade foi projetada por MJ Murphy – uma empresa especializada em tecnologia de aquários – e deverá estar concluída em novembro deste ano.

Batizada de Muraka – que quer dizer «coral» na língua local das Maldivas, o Dhivehi -, esta villa pretende oferecer aos hóspedes uma «experiência íntima e imersiva num dos ambientes marinhos mais impressionantes da Terra».

O andar superior possui um quarto com 2 camas de solteiro e uma casa de banho, um quarto com cama king-size e casa-de-banho, closet, ginásio, quarto para o mordomo, quartos para os seguranças privados, sala de estar, cozinha, bar e sala de jantar, além de um deck voltado para o pôr do sol. O lado oposto da villa apresenta um deck virado de frente para o nascer do sol, completado por uma piscina infinita.

A suíte subaquática abriga um quarto com cama king-size, sala de estar, casa de banho e uma escada em espiral até à sala de estar no andar superior – todos com vista para a vida marinha. No total, a residência pode acomodar nove pessoas.

«Estamos felizes por apresentar a experiência única de dormir no fundo do mar que a Muraka oferece aos nossos futuros hóspedes, proporcionando-lhes uma paisagem marítima extraordinária e numa perspetiva totalmente nova», disse o diretor-geral do Conrad Maldives Rangali Island, Stefano Ruzza.

O projeto marca o segundo empreendimento da Conrad Hotels & Resorts em arquitetura e tecnologia subaquática – o primeiro é o restaurante submarino Ithaa, lançado no mesmo resort há 13 anos, e que foi construído pela mesma empresa de design sediada na Nova Zelândia.

Este é o maior restaurante subaquático do mundo


Veja também:
Resort de sonho nas Maldivas custa 38 mil euros por noite
Este barco-hotel nas Maldivas navega de ilha em ilha: é a viagem de uma vida

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.