Das ilhas Fiji às Caraíbas, passando pela Maurícia, Seychelles e até Paris, estes foram alguns dos destinos de sonho nomeados para a categoria «Melhor Destino para ir em Lua-de-Mel», na mais recente cerimónia dos World Travel Awards. Na 24ª edição, que decorreu no último mês de 2017, a distinção foi atribuída ao arquipélago das Maldivas.

As votações para 2018 já estão abertas: a gala dos prémios europeus vai decorrer em Atenas, a 30 de junho; Ásia e Austrália decorre em Hong Kong, a 3 de setembro; Caraíbas e América do Norte está marcado para 22 de setembro, na Jamaica; África e Oceano Índico irá acontecer em Durban (África do Sul), a 6 de outubro; e a Grand Final Gala tem data para 1 de dezembro, em Lisboa, para atribuição dos prémios mundiais.

World Travel Awards:
É um evento a nível mundial que distingue os melhores exemplos de boas práticas no sector do Turismo. Criados em 1993, os prémios representam uma das distinções mais importantes que as empresas do setor turístico podem receber, entregues por uma marca reconhecida como selo de qualidade. A votação é realizada pelo público em geral e também por profissionais do Turismo.

Maldivas

Mesmo que não saiba identificar o arquipélago no mapa-mundo, o nome é daqueles que toda a gente conhece. E pelas melhores razões: praias paradisíacas com bungalows à beira-mar ou construídos sobre a água azul-turquesa. Parece demasiado postal? Mas não é. O destino é procurado sobretudo por casais em lua-de-mel, para fazerem a viagem do início da vida em conjunto.

Tudo é perfeito e feito para proporcionar a melhor experiência. A exclusividade, a beleza natural, a tranquilidade, a areia branca ladeada por palmeiras, são tudo cenas do filme real que se vive nas Maldivas. São mais de mil ilhas que formam o arquipélago. No entanto, a maioria destas estão desabitadas e dividas por 26 atóis de corais, uma formação comum naqueles mares do Oceano Índico.

O que visitar

A capital, Malé, onde vive um terço da população, é um mundo colorido por descobrir, com os mercados de peixe e fruta a surpreender; em Malé visita-se também a antiga Mesquita de Hukuru, construída com coral esculpido, o Palácio do Sultão e o Museu Nacional das Maldivas; experimente atividades náuticas como mergulho profissional ou snorkelling, surf, windsurf e kitesurf, passeios de barco à volta das ilhas com a opção de observação de golfinhos e baleias.

Dicas

Moeda: Rufiiya das Maldivas (MVR). 1 euro – 16,60 MVR
Fuso horário: GMT +5
Idioma: Inglês e Dhivehi (dialeto)
Quando ir: o clima é agradável durante praticamente todo o ano. Há duas estações: a das chuvas e monções, entre abril e outubro, e seca, entre dezembro e março.

Ilha Maurícia: no paraíso das luas-de-mel há muito para ver


Veja também:
Seychelles: viagem ao paráiso com José Luís Peixoto
Esta ilha é um paraíso que ninguém quer visitar

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.