Se acha que faz calor no local onde vive, é melhor pensar duas vezes. Na cidade de Ahvaz (Irão) as temperaturas atingem números assustadores e é muito difícil a vida do dia-a-dia. Os valores acabam por chegar aos 50º C.

A cidade iraniana de Ahvaz é a capital da província do Khuzistão e uma das maiores produtoras de petróleo e óleo da região. Aqui as temperaturas atingem números surpreendentes e é considerada várias vezes a cidade mais quente do mundo. O mês de julho está entre os piores do ano, com temperaturas médias à volta dos 45º C.

Nesta região, que se situa numa enorme planície, a quantidade de vegetação é reduzida e foi por aqui, na cidade de Ahvaz, que se registou a temperatura de 54º C. Isto aconteceu em 2017.

Está inserida num clima desértico e é conhecida pelos longos e quentes verões, acompanhados de pouca humidade, tempestades de areia e de poeira. Entre julho e setembro praticamente não existe precipitação devido à alta concentração de calor na atmosfera. A parte oeste da cidade é constituída por zonas residenciais e a parte este por centros industriais.

Esta região industrial tem cerca de 1,1 milhões de habitantes e foi nomeada, em 2011, a cidade com o ar mais poluído do mundo. Apesar de pouco atrativa, a cidade oferece uma serie de incríveis parques e pontes junto ao rio Karun – o único rio navegável do Irão. Ahvaz é uma das principais rotas de comunicação e de comércio que liga os principais portos do país.

Como é a vida na cidade mais fria do mundo


Veja também:
Destinos baratos e aqui perto onde está bom tempo em junho

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.