José Luís Peixoto

José Luís Peixoto

passageiro frequente

A cidade dos escritores: uma crónica do escritor José Luís Peixoto

A piscina do hotel anónimo: uma crónica de José Luís Peixoto

Não salto de uma vez para a piscina. Não tenho 15 anos, essa é a idade do meu filho mais novo. Mas a temperatura...

Regressar sempre pela primeira vez

Uma crónica de José Luís Peixoto. O «Passageiro Frequente» da revista Volta ao Mundo.

Uma crónica de José Luís Peixoto

Uma crónica de José Luís Peixoto. O «Passageiro Frequente» da Volta ao Mundo.

Antecipação

Uma crónica de José Luís Peixoto. O «Passageiro Frequente» da Volta ao Mundo.
A cidade dos escritores: uma crónica do escritor José Luís Peixoto

A forma de um objeto: uma crónica de José Luís Peixoto no Cairo

É uma cruz copta, feita de osso de camelo. Comprei-a no Cairo, numa pequena loja do mercado Khan el-Khalili. Fiz um caminho direto até...

Berlim por José Luís Peixoto

Caminho na avenida, «unter den Linden» significa «sob as tílias». Não tenho pressa, apesar da neve e da noite. Sob as tílias, uma superfície...
A maior herança: uma crónica de José Luís Peixoto

Lugar à janela: uma crónica de José Luís Peixoto

É uma viagem sem turbulência. Olho pela janela e, lá em baixo, vejo a Mongólia, planícies imensas de uma única cor. Este voo entre...
A cidade dos escritores: uma crónica do escritor José Luís Peixoto

Zhuhai: uma crónica de José Luís Peixoto

88888888. Na China, quando não se sabe a password do wi-fi, vale sempre a pena tentar o número 8 repetido 8 vezes. Funciona com...

Insónia em Bangalore – Crónica de José Luís Peixoto

Uma crónica de José Luís Peixoto. O «Passageiro Frequente» da Volta ao Mundo.
A cidade dos escritores: uma crónica do escritor José Luís Peixoto

Respirar na selva: uma crónica do escritor José Luís Peixoto

Ao adormecer, sei que tenho o céu da noite sobre mim, todas as suas estrelas são um cardume a flutuar e, ao mesmo tempo,...

MAIS RECENTES