José Luís Peixoto

José Luís Peixoto

passageiro frequente

Ele ou eu: uma crónica de José Luís Peixoto

Quando saíste do aeroporto, espreguiçaste-te. Estava frio e era tudo demasiado real. Tentaste ligar-lhe, mas ele não atendeu. Voltaste a ligar-lhe, mas ele voltou a não atender.

O que é a arte? Crónica de José Luís Peixoto

Os sentidos existem em todos os momentos. Agora mesmo, em jeito de teste, podemos fazer a atenção desfilar pelos sentidos: reparar no cheiro do...
A cidade dos escritores: uma crónica do escritor José Luís Peixoto

Respirar na selva: uma crónica do escritor José Luís Peixoto

Ao adormecer, sei que tenho o céu da noite sobre mim, todas as suas estrelas são um cardume a flutuar e, ao mesmo tempo,...

Deixar de saber estar onde se está

Uma crónica de José Luís Peixoto. O «Passageiro Frequente» da revista Volta ao Mundo.
A maior herança: uma crónica de José Luís Peixoto

A cadela com sobrancelhas: uma crónica do escritor José Luís Peixoto

A cadela com sobrancelhas está sempre deitada perto das bilheteiras do funicular. O templo Wat Doi Suthep, muito perto de Chiang Mai, no norte da...
Lugar à janela: uma crónica de José Luís Peixoto

«O meu filho mais velho fez a barba pela primeira vez»: uma crónica de José Luís Peixoto

Fazer a barba em Las Vegas Cheirava a 7-Eleven. A luz era demasiado branca e, por isso, mostrava todas as pequenas sujidades mal varridas, esquecidas...

“Os livros que viajam”, uma crónica de José Luís Peixoto

Uma crónica de José Luís Peixoto. Todos os meses, nas páginas da revista Volta ao Mundo.
Lugar à janela: uma crónica de José Luís Peixoto

Zagreb: uma crónica de José Luís Peixoto

Por baixo de Zagreb está uma cidade que só eu consigo ver. Os edifícios, a paisagem, as pessoas e os objetos estão no mesmo...
A cidade dos escritores: uma crónica do escritor José Luís Peixoto

Aniversário do meu mundo: uma crónica de José Luís Peixoto

Misturam-se cidades como Miami, Hong Kong, Dakar, Moscovo, Chiang Mai, Marraquexe, Díli, Joanesburgo, Xangai, Kuala Lumpur e muitas outras; também se misturam detalhes com...
Lugar à janela: uma crónica de José Luís Peixoto

O ringue, a cidade: uma crónica de José Luís Peixoto

Em cantos opostos, nos intervalos entre rounds, colocavam-se bancos velhos de pau para os lutadores. Esses bancos eram pousados dentro de uma grande tina...

MAIS RECENTES