Com os seus quase dez milhões de quilómetros quadrados, o Canadá é o segundo maior país do mundo quanto a área total. É difícil ficar indiferente a este portfólio, uma viagem de autor, ao longo de vários anos, com os pés na terra.

Com os seus quase dez milhões de quilómetros quadrados, o Canadá é o segundo maior país do mundo quanto a área total. E um dos mais diversos em termos de natureza. Razões de sobra para ir à descoberta das Montanhas Rochosas canadianas, do lago Huron, na península Bruce, e deixar-se encantar com a riqueza dos elementos da Terra Nova. É difícil ficar indiferente a este portfólio, uma viagem de autor, ao longo de vários anos, com os pés na terra.


É nos estados da Columbia Britânica e de Alberta que encontramos as Montanhas Rochosas canadianas. Fazem parte da Cordilheira Canadiana, que liga as pradarias à costa do oceano Pacífico. Ao sul, delimitam a fronteira com os estados de Idaho e Montana, nos EUA. São vários os picos observados nesta paisagem canadiana, com destaque para o monte Robson e os seus 3954 metros de altitude. Foi por estas paragens que Patrick Grosner começou a fotografar. Apaixonou-se pela paisagem, pela rudeza e pela beleza de locais pouco conhecidos da maioria dos europeus. E não quis outra coisa. Continuou a sua viagem pelo Canadá ao longo dos anos e descobriu outros pontos de interese, como a Terra Nova.

Newfoundland e Labrador, como é denominado no original em inglês, é a província mais oriental deste país da América do Norte. Fica à beira do Atlântico e compreende a ilha da Terra Nova e a região continental de Labrador. São mais de 400 mil quilómetros quadrados de área, mais de quatro vezes o tamanho de Portugal, com uma população de meio milhão de habitantes, quase todos a viver na Terra Nova.

O terceiro ponto desta viagem em forma de portfólio é a península de Bruce, no estado de Ontário, entre a baía Georgiana e a bacia do lago Huron. É nesta península que pode ser admirada a formação geológica conhecida por Escarpa do Niagara. Aqui existem dois parques nacionais, oito parques estaduais e quatro parques naturalistas. O destaque maior vai para a Reserva Mundial da Biosfera do Parque Nacional da Península de Bruce, com os seus penhascos impressionantes, densas florestas e pequenos lagos. Na lista de preferências também está a primeira Área de Conservação Marinha Nacional do Canadá – a Fathom Five, com os seus 22 destroços de navios afundados. Mergulhar por estas paragens é uma experiência só ao alcance dos mais afortunados. E corajosos.

Venha descobrir um pouco do Canadá connosco.

Fotografia de Patrick Grosner