Olhos que veem e coração que sente

A Global Imagens é uma agência que se dedica ao fotojornalismo. Foi fundada em Fevereiro de 2009 a partir dos departamentos de fotografia do Diário de Notícias, Jornal de Notícias, O Jogo, 24 Horas e Notícias Magazine. Criou-se assim uma redação com 28 repórteres fotográficos capacitados para produzir todos os géneros de trabalhos jornalísticos: reportagem, entrevista, desporto, moda, vida social, produções em estúdio, viagens e composição artística.

A agência, inicialmente, foi mandatada para satisfazer as necessidades internas do grupo Global Notícias – que neste momento abrangem, para além dos jornais e sites de informação fundadores, as revistas Volta ao Mundo e Evasões, os jornais Açoriano Oriental, Diário de Notícias da Madeira e Jornal do Fundão e ainda os sites da TSF e Dinheiro Vivo. Em breve abrirá a sua atividade ao mercado em geral, pois tem para oferta uma força de trabalho qualificada sem ímpar em Portugal: todos os meses a Global Imagens cobre fotograficamente mais de 950 eventos noticiosos, em Portugal e no estrangeiro, disponibilizando para os seus clientes mais de 4500 fotografias que espelham a realidade noticiosa de atualidade e magazinesca que realmente interessa aos leitores portugueses.

Dos vários prémios ganhos nestes dois anos pelos profissionais da Global Imagens destaca-se, já em 2011, o galardão mais relevante na área do fotojornalismo em Portugal: o Prémio Gazeta, atribuído a uma foto do repórter Rodrigo Cabrita.

«Olhos que não veem coração que não sente» é o lema que adotámos para explicar a necessidade do nosso trabalho: é que os nossos profissionais sabem ver para lá do olhar comum e sentem a vida que retratam com enorme coração. Este facto fica demonstrado, deslumbrantemente, com esta edição da revista Volta ao Mundo.

Veja as fotos e conheça os nossos fotógrafos na fotogaleria acima.

Texto de Pedro Tadeu, Diretor da Global Imagens

Portfólio publicado na edição 205 da revista Volta ao Mundo.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.