Aprenda alguns truques para ter ainda mais orgulho das suas fotografias de férias. Planeamento, reconhecimento do destino e pós-produção são atos imprescindíveis.

Em viagem

Dicas, curiosidades, informações, notícias, conselhos de viajantes profissionais e tudo o que precisa de saber para que as suas viagens corram bem. Em viagem, informação é poder.

Eis algumas dicas para fazer um brilharete e sentir-se quase um profissional da imagem.

Com a quantidade de máquinas digitais no mercado, além dos telemóveis de última geração, parece que a arte da fotografia se democratizou. Um profissional será sempre um profissional, mas os amadores vão ganhando espaço. Ir de férias e trazer umas centenas de fotos da família e da paisagem faz parte da experiência, mas nem sempre a coisa corre bem. Há sempre uma lente com uma dedada, um casal de turistas a estragar o plano ou aquela luz do flash que deixou toda a gente com os olhos vermelhos. Quer tirar fotografias como um profissional? Não vai consegui-lo apenas seguindo os nossos conselhos – isso requer anos de trabalho –, mas o resultado será bem melhor do que a sua última experiência. Vai uma aposta?

Comece por preparar bem o seu material antes da partida
Leve uma bateria suplente e vários cartões de memória vazios. À medida que fiquem completos, guarde-os num local seguro.

Invista algum tempo a experimentar a máquina e a ler o manual de instruções
De nada vale ter uma câmara de alto nível se não consegue aproveitar nem 5% das suas múltiplas funções. Na altura do clique, se já conhecer o material, não vai perder o momento.

Informe-se sobre o destino que vai visitar antes de ir
Pesquise imagens dos pontos mais atrativos e dos melhores ângulos para os fotografar.

Desligue o flash automático
Além de iluminar apenas a curta distância, a sua utilização é muitas vezes proibida, por exemplo em museus. Se o espaço onde está a fotografar for pouco iluminado, aumente as definições de ISO da sua máquina para 400, 800 ou 1200. Neste caso, não se esqueça de apoiar a máquina num tripé ou numa superfície fixa.

O tripé tem de ir na bagagem
Ideal para longas exposições ou para fazer vídeos sem tremeliques das paisagens mais impressionantes.

Mude de posição
Não basta apontar e carregar no botão. Agache-se ou procure um ponto de visão mais alto, mude de ângulo para marcar a diferença.

Espere. A paciência é uma virtude
Deixe que os grupos de turistas saiam da frente do monumento ou espere que uma personagem cheia de cor ou dramatismo entre no enquadramento. O resultado será com certeza bem melhor.

Concentre-se nos pormenores
Seja uma banca de especiarias, uma fechadura ou uma pulseira num braço. Utilize o zoom com moderação.

Edite as fotos no computador
Chegado da viagem, escolha as melhores imagens, confirme se estão focadas e trabalhe-as no computador. Depois mostre-nos o resultado.

 

Texto de Ricardo Santos
Dicas de viagem da edição de maio 2015 - n.º 247