A cidade búlgara só será Capital Europeia da Cultura em 2019, mas já está a preparar-se para o grande momento.

Uma pérola preservada no meio dos Balcãs

Plovdiv está longe de ser uma primeira (nem sequer talvez, a décima) opção quando se fala em férias prolongadas. Nem estará on top of mind quando se prepara um simples city break. Mas a verdade é que esta cidade búlgara de nome estranho merece pelo menos começar a ser olhada com outros olhos. É, para já, uma cidade histórica, com mais de seis mil anos. Tem um sem-número de achados arqueológicos e monumentos bem preservados, sobretudo romanos e gregos – entre eles o anfiteatro romano com capacidade para sete mil pessoas, o mais bem preservado da zona dos Balcãs. Este espaço foi recuperado há cerca de uma década e hoje em dia recebe uma grande variedade de espetáculos. Há ainda o Odeon, um anfiteatro grego, mais pequeno, ideal para sessões intimistas. As obras deste último estão previstas terminar ainda este ano. Em 2019 todos teremos oportunidade de olhar melhor para Plovdiv, já que esta será a capital europeia da cultura. A cidade promete muitas novidades – mas sempre sem desvirtuar a sua essência.

Corbis