Serão as pousadas todas iguais? Não. O Convento de Nossa Senhora da Graça, em Tavira, é a prova de que nem todos os lugares são comuns.

Sobre as Pousadas de Portugal quase todos (portugueses) temos opinião formada, mesmo que nunca lá tenhamos ficado. Que é alojamento para os mais velhos, que a decoração e o design deixam sempre algo a desejar e que, mesmo quando situados em locais históricos e privilegiados, nunca conseguem transformar-se em hotéis de charme. Outros há, por norma mais velhos, que elogiam precisamente a sua localização e ambiente. A paz de espírito que propiciam.

A Pousada de Tavira, que é como quem diz o Convento de Nossa Senhora da Graça, é um bom sítio para encarar de frente alguns destes lugares comuns. Um edifício quinhentista repleto de história – conserva um núcleo arqueológico, vestígios de um bairro muçulmano composto por 13 casas – mas que não ficou preso ao passado. Convive bem com as suas características, potencia-as, não tentando ser moderno à força. Entre os pontos fortes está um pátio interior (ideal para fugir aos dias mais quentes), serviço de massagens com vários tratamentos à disposição e uma pequena, mas bonita, piscina com vista para as muralhas da cidade. Os quartos, 36 no total, são também eles espaçosos e confortáveis quanto baste. Sóbrios sem serem pesados. «Temos melhorado muito nos últimos anos e subido na classificação das pousadas», confidencia-nos um empregado quando lhe elogiamos a qualidade do pequeno-almoço, repleto de produtos frescos, produtos locais. A classificação é interna, o preço, esse, é público: 195 euros por noite em quarto duplo. Há opções mais baratas, afinal trata-se do Algarve em época alta, mas, pelo menos aqui, ninguém comprará gato por lebre.

O convento tem um pátio interior, ideal para dias mais quentes.

Rua D. Paio Peres Correia, Tavira
Tel.: 210 407 680
Web: pousadas.pt

Texto de João Ferreira Oliveira