A Tailândia vai proibir o tabaco em algumas das praias turísticas mais populares do país – e quem acender um cigarro poderá ser condenado até um ano de prisão ou a uma multa até 2500 euros.

O movimento surge depois de uma pesquisa recente sobre o lixo deixado na praia de Patong, em Phuket – visitada por milhões de turistas todos os anos -, que encontrou uma média de 0,76 beatas de cigarro por metro quadrado numa área de amostra com cerca de nove metros quadrados, o que equivaleria a 101 058 cigarros nos 2,5 quilómetros de praia, um terço do lixo recolhido pelo departamento.

Segundo o diretor-geral do Departamento de Recursos Marinhos e Costeiros (DMCR), Jatuporn Buruspat, estima-se que mais de 100 milhões de pontas de cigarros são deixadas diariamente nas ruas das principais cidades da Tailândia. Esta é uma das causas das inundações provocadas por lixo que entope os esgotos.

A nova proibição, que entrará em vigor a partir de novembro deste ano, afetará 20 praias, incluindo Patong, Koh Khai Nok, Koh Khai Nai, em Phuket; Hua Hin, Cha-Am, Khao Takiab, na província ocidental de Prachuap Khiri Khan; Pattaya, Jomtien e Bangsaen, na província oriental de Chonburi; e Samila na cidade de Songkhla. Após um período de teste, espera-se que a proibição seja aplicada em todas as praias tailandesas, bem como em embarcações de passageiros.

Os turistas serão obrigados a apagar os cigarros e deixar as suas pontas em recipientes fornecidos antes de entrarem nas praias… «Não haverá mais cigarros acesos enquanto se passeia pela areia», afirmou Jatuporn Buruspat aos meios de comunicação locais.


Veja também:
As ilhas paradisíacas e menos turísticas da Tailândia
Tailândia: viagem ao paraíso entre ilhas praticamente desconhecidas

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.