Santa Helena, a pequena ilha britânica onde Napoleão Bonaparte esteve exilado e acabou por morrer, vai finalmente ter um aeroporto.

Há quase dois séculos, Napoleão Bonaparte foi enviado para o exílio em Santa Helena, uma ilha no oceano Atlântico, a cerca de dois mil quilómetros da costa africana. Um local de onde este político, militar e antigo imperador francês jamais poderia escapar,
acreditavam os britânicos. Ele que já tinha fugido da ilha italiana de Elba. Assim foi. Napoleão acabaria por ali morrer em 1821 e, desde então, Santa Helena voltou ao quase anonimato. Até agora. Para 2016 está prevista a conclusão de um aeroporto internacional que promete abrir as portas ao turismo, sendo já várias as companhias interessadas em fazer ligações, sobretudo desde a Cidade do Cabo.

A cidade sul-africana era mesmo o único ponto de contacto com a ilha, em ligações que eram feitas a bordo do último dos navios da Royal Mail Ship. Viagem que era também uma experiência em si mesmo e que efetuará os suas últimas rotas até ao início do próximo ano, precisamente para dar lugar ao avião. Pelo ar ou pelo mar, eis uma altura para descobrir este território quase secreto com menos de 120 quilómetros quadrados e cerca de cinco mil habitantes. Tem muitas montanhas, vistas de cortar a respiração, uma vida submarina quase virgem e boas infraestruturas. Que é como quem diz, bons pubs.

sthelenatourism.com


Mais notícias sobre o tema:

Esta é uma ilha tropical da Europa que não conhece

 

Redação - Fotografias Direitos Reservados