Viajar é uma experiência pessoal. Há quem prefira ir com os amigos, com a família, com o namorado. E há quem seja adepto de se aventurar sozinho pelo mundo.

Viajar é uma experiência pessoal. Há quem prefira ir com os amigos, com a família, com o namorado. E há quem seja adepto de se aventurar sozinho pelo mundo. Quem já o fez sabe que é uma experiência muito enriquecedora, tanto pela liberdade como pela necessidade de interagir mais com as pessoas. Na dúvida entre partir sozinho ou não: há outros milhares de viajantes na mesma situação, por opção, e só se está realmente sozinho se realmente se quiser. Pegar na mochila e partir sem companhia também pode ter os seus contras, mas é esse o desafio.

Segurança e felicidade são a chave deste ranking, que torna cada um destes destinos uma boa escolha para viajar sozinho. O cruzamento das estatísticas entre a Global Peace Index, que elege os países mais pacíficos, e a Happy Planet Index, que mede o grau de felicidade dos habitantes, resulta numa lista a nível mundial onde é mais fácil ser-se bem recebido e interagir com a população.


Mais notícias sobre o tema:

22 coisas a não fazer numa viagem de avião
Guia para mulheres que viajam sozinhas


 

Redação - Fotografias Direitos Reservados
Fonte: Global Peace Index, Global Planet Index e CNTraveller