«Fly me to the moon, Let me play among the stars, Let me see what spring is like, On Jupiter and Mars», já cantava Frank Sinatra em 1954. A verdade é que desde a chegada do Homem à Lua, em 1969, apenas 24 pessoas tiveram a oportunidade de se aproximar do nosso satélite natural.

E, apesar de uma missão espacial continuar a ser algo improvável para a maioria das pessoas, em breve haverá quem possa vir a voar em torno da Lua. A Space Adventures – uma empresa norte-americana que vende viagens ao espaço com destino a Estação Espacial Internacional – está agora a oferecer uma «missão circunlunar» (à volta da lua) àqueles que possam pagar a viagem, obviamente.

Os sortudos que fizerem parte desta missão lunar chegarão até cerca de 96 quilómetros da superfície da Lua – o mais próximo desde 1972, de acordo com a empresa.

Os viajantes vão embarcar primeiro num foguetão até à Estação Espacial Internacional (ISS), onde passarão 10 dias para se aclimatarem às condições particulares de uma viagem deste tipo. Da ISS, os passageiros partirão depois num segundo foguetão com um módulo lunar.

A Space Adventures espera começar estas missões no início de 2020. Resta apenas acrescentar que cada aventura é limitada a dois passageiros e um astronauta profissional. E, claro, escusado será dizer que uma viagem destas nunca sairá barata. A empresa não revelou um preço certo para a missão, dizendo que o custo «depende do veículo que escolher, do momento e do perfil exato da missão».


Veja também:
Rússia planeia abrir um hotel de luxo no espaço
Já abriu um hotel do futuro, onde todos os empregados são robôs