Se acha que está frio na cidade onde vive, imagine como sofrem os habitantes de Yakutsk, considerada a cidade mais fria do mundo. Janeiro costuma ser o «pior» mês do ano, com os termómetros a registarem entre 40 a 50º C negativos. E com três horas de luz por dia. Fizemos o teste e pesquisámos as condições meteorológicas da cidade para o dia de hoje: 27 de dezembro de 2016, 16h00 em Portugal Continental, -41º C em Yakutsk (01h00).

Yakutsk é a capital da região autónoma de Yakutia, na Rússia, e é escassamente habitada, tal como toda a Sibéria. A sua área perde por pouco em comparação com a dimensão da Índia, mas em habitantes são menos de 1 milhão para cerca 1.300 milhões. (Mas quem é que quer viver aqui, certo?)

O inverno é exageradamente rigoroso. O nevoeiro chega a ser tão cerrado que não permite visibilidade a muito mais do que 10 metros. Depois, em junho, julho e agosto, as temperaturas podem chegar aos 30º C.

As fotografias na galeria são da autoria de Amos Chapple, que viajou até Yakutsk e à vila de Oymyakon – onde vivem cerca de 500 pessoas – para registar a rotina de quem ali vive e sentir o pior inverno de sempre.

Percorra a galeria acima para ver mais fotografias

Por N.M.G. – Fotografias de Amos Chapple


Veja também:

As melhores fotografias de viagens de 2016: o vencedor é português

Estes são os melhores destinos para viajar em 2017