Lugar à janela: uma crónica de José Luís Peixoto

Crónica de viagens: José Luís Peixoto em Tbilisi

Na Catedral Sioni, a todas as horas, há um silêncio grave e há mulheres vestidas de negro a acenderem velas muito finas. A seriedade...
Chul Min Park: «para um coreano a comida é o melhor remédio»

Chul Min Park: «para um coreano a comida é o melhor remédio»

Tesouros da Coreia do Sul vistos pelo embaixador em Portugal Chul Min Park. Texto de Leonídio Paulo Ferreira Artigo publicado originalmente na edição de maio de...
O barco que mudou a vida desta família portuguesa

O barco que mudou a vida desta família portuguesa

Nada parecia faltar a Catarina e a Jorge. A não ser uma grande aventura. Em 2015, pegaram nos três filhos, soltaram amarras e começaram...
A maior herança: uma crónica de José Luís Peixoto

O mundo à volta de um lago: uma crónica de José Luís Peixoto

Tem um pano dobrado sobre a cabeça, é um dos panos tecidos à mão por mulheres como as que encontrei no caminho até aqui,...

O que é mais importante: o número de viagens ou quanto crescemos em cada uma?

Se olhar para um globo terrestre e tentar apontar os locais de onde trouxe boas histórias para contar, consegue ter memória para tudo? Os...

Viagens dos leitores – janeiro

Participe! Quer ter as suas fotografias publicadas na próxima edição da revista? Embarque nesta aventura e envie-nos as suas fotografias de viagens com um pequeno comentário...
Crónica de uma viagem adiada

Crónica de uma viagem adiada

O mundo é uma aldeia que comeu muito, ampliou-se. Pensava no poema de José Régio, "Não sei por onde vou, sei que não vou por...
Lugar à janela: uma crónica de José Luís Peixoto

“País, cidade, praça, música”, uma crónica de José Luís Peixoto no México

País, cidade, praça, música Uma crónica de José Luís Peixoto Centenas ou milhares: um número impossível de contar, como as estrelas. São um sonho surreal, um...
A cidade dos escritores: uma crónica do escritor José Luís Peixoto

Apenas passageiros a partir deste ponto: uma crónica de José Luís Peixoto

No fim de tudo, a única coisa que fica é um grupo maior ou menor de pessoas a despedirem-se no aeroporto. Depois do fim,...
Márcia Monteiro começou a viajar sozinha e nunca mais parou

Márcia Monteiro começou a viajar sozinha e nunca mais parou

Márcia Monteiro nunca tinha pensado em viajar sozinha, mas preferiu o desconhecido a passar umas férias em casa. Começou pela Índia, fez 5000 quilómetros...

MAIS RECENTES